Zé Neto classifica acusações de Elmar como “agressivas” e sem fundamento

VOZ DE FEIRA

O deputado estadual Zé Neto (PT) criticou, na tarde desta sexta-feira (4), as acusações feitas pelo parlamentar oposicionista Elmar Nascimento (DEM), que ao site O Antagonista, do jornalista Diogo Mainardi, afirmou que “até as baianas do acarajé da Bahia sabem da ligação de Jaques Wagner com a UTC e a Constran”.

O democrata acusou ainda o ministro da Casa Civil e ex-governador da Bahia de ter “roubado na reforma do estádio da Fonte Nova”. Segundo ele, Wagner empegou o ex-presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, para ser operador junto às empreiteiras. Afirmou também que o petista é adepto da “organização criminosa” do ex-presidente Lula.

Zé Neto classificou as acusações como “agressivas” e sem nenhum fundamento. “Não tem nexo. Temos que tirar essa política do ódio. A oposição tem que ter a consciência de que perderam. Eles estão querendo criar uma situação que não é razoável nem do ponto de vista político, e nem econômico. A democracia tem que ser preservada”, afirmou o petista.

O deputado sugeriu ainda que a oposição troque a “política raivosa” por propostas para o País. “É um bando de satanás pregando quaresma. São especialistas, em xingar, aumentar, inventar e criar fatos”, criticou.

OUTRAS NOTÍCIAS