Vereador Cadmiel Pereira apoiou Bolsonaro, agora chama-o de criminoso.

Por Cloves Pedreira

Na sessão do dia 13 na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, o edil Cadmiel Pereira que apoiou, se entregando de corpo, alma e espirito a campanha de Bolsonaro para presidente, hoja chama-o criminoso, pelo menos esta e a leitura feita diante do discurso do vereador, que no meio politico conhecido como “o pequeno Buda” dado a sua semelhança com o mestre Budista, desabafou, diante da medida provisória de nº 905 que altera a legislação trabalhista e traz pontos polêmicos sobre mudanças importantes na estrutura previdenciária foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) na terça-feira (12).

Eis as palavras de Cadmiel: ”  “esta é uma medida provisória miserável para tirar direitos das pessoas que tem na LOAS (Lei Orgânica de Assistência Social) o único amparo. Por isso, o meu repúdio a essa medida que foi publicada no dia 12 de novembro, marcando de forma infeliz a cicatriz de tudo o que foi avanço na assistência social brasileira. Não podemos nos calar porque os assistentes sociais ali presentes faziam o acolhimento destes cidadãos, atendendo a toda a comunidade rural e pessoas com deficiências”.

E concluiu; ” “Isso foi uma medida CRIMINOSA para com todas aquelas pessoas, que na linha da vulnerabilidade, requerem o atendimento do serviço social do INSS para saber qual é a garantia de direitos do cidadão e cidadã, das pessoas com necessidades especiais e deficiências. Agora, as mães de crianças autistas, de crianças com síndrome de Down e microcefalia passam por uma regressão de valores que a sociedade já tinha estabelecido há 70 anos atrás”, declarou o edil.

Realmente o vereador esta correto, esta medida e criminosa, e quem pratica o crime e criminoso, e como Bolsonaro responde pelo governo…

OUTRAS NOTÍCIAS