URGENTE – Nota Pública do Vereador Luiz da Feira

Voz de Feira


Este Edil, vem a público informar preocupação com a situação que está sendo imposta
mais uma vez ao camelô de Feira de Santana, o qual foi convocado a retirar-se dos seus
locais de trabalho e ocupar o Shopping Popular.

Nesse sentido, este vereador além de não concordar abertamente com as imposições
econômicas em que estão sendo imputadas aos camelôs para adquirirem os boxes no
Shopping Popular, também reafirma a necessidade de que sejam mantidas todas as
medidas necessárias à preservação da saúde e da vida em face da pandemia de Covid19 para estas pessoas.

Entre as medidas, destacam-se a contenção e o isolamento social, amplamente
recomendadas pela Organização Mundial de Saúde e pela comunidade científica
brasileira e internacional como as principais ações capazes de diminuir o impacto da
doença, reduzindo o potencial de propagação e de mortes.
Deste modo, sabemos que, a grande quantidade de camelôs que estão envolvidos nessa
situação para desocupação do centro comercial é grande, bem como o número de
pessoas que estarão circulando no Shopping Popular.O que torna impossível esta ação
neste contexto, podendo, inclusive gerar mais internamentos nos hospitais públicos e
até mortes.

Além disso, outro fator também é muito preponderante e deve ser lembrado, ou seja,
com o fechamento do comércio desta cidade, além da política de isolamento social, os
camelôs não estão vendendo, muitos, nem tem conseguido seu sustento mensal, razão
pela qual dificulta até mesmo a mudança para o Shopping Popular.

Sendo assim, isso torna imprescindível medidas incomuns em nosso meio, ou seja, deixar
de lado os interesses particulares momentâneos e pensar em uma coletividade. Exige,
portanto, a necessária coesão social e das instituições na uniformidade de condutas
necessárias para enfrentar perigo de tal magnitude, sem descuidar de nenhum indivíduo.
Portanto, este vereador continua lutando pelos direitos dos camelôs e, principalmente
em identificar estratégias positivas na defesa da vida e da saúde da população feirense.
Feira de Santana, 28 de Julho de 2020.

OUTRAS NOTÍCIAS