logo_voz_de_feiraa

Sem apoio das alas femininas, Eremita Mota, torna-se a pior edil entre seus pares. Análise Política

Por Cloves Pedreira

Caso os vereadores masculinos se opunham a uma mulher na Presidència da Casa Legislativa de Feira de Santana, não haveriam votado unanimamente na vereadora Eremita Mota, que por sinal, recebeu incondicionalmente, o apoio do então na época Presidente da Casa, vereador Fernando Torres, se assim não acontecesse, ela teria dificuldades intransponíveis para tornar-se presidente da Câmara.

O que acontece, é que ela, Eremita, traiu à todos, logo no início da gestão quando anulou projetos importantes para o município, o povo, e principalmente para o funcionalismos dos concursados e temporários, aprovado inclusive com seus votos na gestão anterior.

Com o espírito de renovação de quem ja foi, vereador, deputado Estadual e Federal, e ainda, secretário de estado do governo Rui Costa, Fernando Torres foi o maior incentivador para eleger aquela que seria a primeira mulher a gerir aquela casa, infelizmente a vereadora Eremita não corresponde as expectativas, e segundo opinião popular, principalmente nas plataformas digitais, a vereadora Eremita, já é considerada a pior entre os seus pares.

Para tentar blindar seu mandato e buscar reelerge-se, Eremita aplica uma estratégia equivocada, inconsequente, e rasteira. Primeiro ela incita principalmente, os edis; Zé Carneiro e Fernando Torres, de forma a ser praticamente impossível não reagir as suas falas envenenadas, e quem tem brio, não ficaria sem respondê-la a altura.

Desta forma, a vereadora Eremita se coloca como vítima, para persuadir as mulheres, e cooptá-las ao seu favor, desta forma conseguir apoio feminino para a reeleição, só que o tiro está saindo pela culatra, e nehum movimento feminista e outro grupos de mulheres aderi a esta estratégia macabra.

Finalmente fica uma pergunta; Durante praticamente cinco anos de mandatos, qual o Projeto de Lei que Eremita Mota desenvolveu, realmente, verdadeiramente, e de maneira completa e eficaz; de modo a produzir efeito concreto e permanente para a mulher feirense? Respondendo; NENHUM

OUTRAS NOTÍCIAS