Secretário Marcelo Brito foi intimado a depor pela Polícia Federal. Ele afirmou que está tranquilo e dorme como um CARNEIRINHO.

Por Cloves Pedreira

O secretário de Saúde Marcelo Britto, esteve na manhã da quarta-feira (24) na sede da Polícia Federal (PF) para prestar depoimento sobre uma acusação de que ele teria recebido R$ 400 mil num suposto esquema de superfaturamento em serviços prestados por sua empresa à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro da Queimadinha.

Sobre o que foi inquirido, o Secretário respondeu: “Foram perguntados assuntos específicos sobre a denúncia”, em seguida afirmou que não recebeu os R$ 400 mil em dois “Recebi aproximadamente duzentos e poucos mil reais referente a serviço de consultoria e atendimento”, afirmou.

Quanto sobre a Polícia Federal ter alguma prova contra ele, Marcelo Brito afirmou que só a Polícia Federal vai responder se tem prova contra ele. “Se tiver, vou ser sancionado conforme a lei. Se não tiver, arquiva-se o inquérito e encerra o processo”, relatou.

Perguntado sobre a convocação da Câmara de Vereadores, Marcelo Brito respondeu:“No dia em que eles desejarem. Já fui chamado duas vezes e já mandei ofício duas vezes marcando a data, e um dia antes cancelaram. Estou à disposição de qualquer um dos vereadores e da imprensa. Se me fizerem perguntas, irão receber as respostas verdadeiras, honestas e claras, do jeito que eu faço quando dou entrevistas”, finalizou.

O Secretário disse que está tranquilo e que a noite dorme como se fosse um carneirinho.

Marcelo Brito tem realizado uma gestão conflituosa, e com indícios de corrupção, falta de pagamento dos salários dos servidores da saúde, inclusive sem pagar os serviços básicos para funcionamento de unidades de saúde, conforme denuncia do vereador Emerson Minho DC: “Recebemos uma denúncia que as policlínicas e os postos de saúde estariam sem internet, impossibilitando as marcações de exames, o que prejudica também a confecção de cartões do SUS. É inadmissível que a cidade de Feira de Santana chegue a este ponto sem internet nos postos. Estive ainda em algumas clínicas oftalmológicas e elas estão com dois meses de proventos atrasados e o secretário está nesse arrocho, as clínicas dizem que não conseguem atender as pessoas se continuar dessa forma”.

O vereador concluiu falando: “Queremos uma posição do secretário, se ele virá a publicar desmentir se for o caso, que as clínicas estejam com esse repasse de salários atrasados. Só estão economizando e o povo sofrendo cada vez mais”.

OUTRAS NOTÍCIAS