Reunião de vigilantes termina sem acordo e greve é mantida

Voz de Feira

A greve dos vigilantes continua na Bahia, esta foi a decisão após a reunião da categoria com os patrões terminar sem acordo. Nesta quinta-feira (1), foi apresentado à categoria a proposta de reajuste de 1% no encontro que aconteceu na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT), no entanto, não foi aceita.

Os profissionais caracterizaram a proposta como “insalubre” e pedem um reajuste de 15% nos vencimentos, cota de 30% para as mulheres, piso salarial de R$ 1,5 mil e ainda vale-refeição de R$ 20.

A greve dos vigilantes foi iniciada no último dia 24 de maio, após 120 dias de tentativas de acordos frustradas.

OUTRAS NOTÍCIAS