Qual o futuro político do prefeito José Ronaldo? PP, PSD, PTN ou permanecerá no DEM?

Por Cloves Pedreira

Muitos são os comentários e as especulações quanto ao futuro político do prefeito José Ronaldo.

Sabe-se que o atual mandato de prefeito, se encerra em 2020, e caso ele cumpra o mandato integralmente, só poderá disputar novas eleições municipais em 2025.

Tem-se observado que o prefeito está se articulando, deixando transparecer sua intenção em ir para a disputa já em 2018, entretanto, comenta-se que falta-lhe espaço no próprio partido, pois, uma chapa puro sangue no DEM, enfraqueceria a chapa, que precisa de alianças, visando o fortalecimento para uma formação que venha com chances de vitória.

Os comentários apontam a filiação de José Ronaldo, no PTN, particularmente, não creio que o prefeito sairia do DEM para um partido sem tanta expressão política, pois José Ronaldo é filiado a um partido com maior representatividade.

Sobram dois partidos de ponta, o PSD que é o partido com maior número de prefeituras na Bahia, 83 no total, seguido pelo PP que possui 55.

Alguns analistas políticos avaliam, que jamais, José Ronaldo se filiaria a um destes dois partidos, com a condição de ir para a base política de Rui Costa PT,e o Deputado Federal Fernando Torres, um dos homens forte do PSD, sinalizou que o prefeito de Feira só seria filiado ao PSD ou PP caso apoie Rui Costa à reeleição.

Outra possibilidade comentada, é que Otto Alencar e João Leão romperá com Rui Costa em tempo hábil, próximo às eleições 2018, e que assim, José Ronaldo, filiado a um destes dois partidos. poderia com o apoio de ambos, ir para a disputa como Governador, ou, Senador, esta segunda opção é a mais provável, dentro desta perspectiva.

Só que Otto Alencar e João Leão, em entrevistas vinculadas na imprensa, confirmam veementemente suas intenções de permanecerem na base governista.

Um político de mandato me confidenciou, que José Ronaldo já está com um pé no PP, mas só tornará público mais à frente, por outro lado, pessoas ligadas ao PTN, fizeram declarações semelhantes, e sobre o PSD, este é o menos provável.

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS