Porque Colbert Filho não tem forças para se libertar de José Ronaldo?

Por Cloves Pedreira

Dentre as negociações entre a cúpula do PMDB e José Ronaldo nas eleições municipais de 2012 ficou acordado que se o DEM vencesse as eleições daria ao partido, cargos de 1°, 2° e 3° escalão e o compromisso de eleger Colbert Filho deputado Federal.

Mas, no dia 5 de Outubro de 2014, após a contagem dos votos e confirmada a derrota de Colbert, Evaldo Martins, e outros históricos do PMDB, revoltados com a falta de cumprimento da palavra empenhada pelo prefeito, quebraram o pau no interior da prefeitura, local onde acompanhavam as apurações dos votos.

A situação chegou ao ponto crítico quando Luciano Ribeiro renunciou ao cargo de vice prefeito. A decisão momentânea encontrou apoio de todos pmdebistas, menos do próprio Colbert que conseguiu contornar a situação, e Luciano retrocedeu.

Dentro do PMDB feirense, os militantes mais antigos comentam que não entendem o poder de domínio do prefeito José Ronaldo sobre o ex deputado Colbert Filho.

Comentários em meio à conversações políticas, e pesquisas, apontam que este momento é favorável a uma candidatura de Colbert ao Executivo feirense, mas tudo indica que o ex deputado optará por ser vice na majoritária com José Ronaldo.

 

OUTRAS NOTÍCIAS