logo_voz_de_feiraa

Pesquisa Vox Populi: Lula mantém liderança folgada comparado aos demais postulantes à presidência

Voz de Feira

Compilação de pesquisas presenciais e remotas – por telefone – realizada pelo Instituto Vox Populi, divulgada no Fórum Café desta sexta-feira (29), mostra que Lula (PT) mantém liderança folgada na disputa presidencial mesmo com a desistência de Sergio Moro (União Brasil), que transferiu boa parte das intenções de votos para seu ex-chefe, Jair Bolsonaro (PL).

“Até março, Bolsonaro também era uma régua [mantinha um linha percentual de intenções de votos]. Ele tinha começado com 23%, tido umas oscilações entre 22%, 23%, 24% […] Bolsonaro sempre no mesmo patamar no meio da casa dos 20%. Melhorou para o lado dele, mas não por causa dele”, afirmou Marcos Coimbra, diretor do Vox Populi.

Coimbra faz referência à média das pesquisas estimuladas realizadas presencialmente, que mostra um crescimento de Bolsonaro – de 25% para 30% – entre março e abril, quando Moro deixou a disputa.

Lula, no entanto, segue mantendo os mesmos 44%, atingidos em julho passado na média das pesquisas. Os outros candidatos juntos marcam 14% – mesmo percentual de nulos, brancos e indecisos.

Em votos válidos, a média das pesquisas presenciais mostram uma grande possibilidade de vitória de Lula no primeiro turno, já que o petista tem 50% – Bolsonaro tem 34% e os outros candidatos juntos somam 16%.

Pesquisas por telefone

Em relação à média das pesquisas remotas, que são maioria, a diferença entre Lula e Bolsonaro é menor: 42% a 33%.

Entre março e abril, Lula subiu um ponto e Bolsonaro ganhou três. Com a saída de Moro, a soma dos outros candidatos caiu de 21% para 16%. Nulos, brancos e indecisos são 10%, dois pontos a mais que na pesquisa anterior.

Na média dos votos válidos, Lula tem 47%, Bolsonaro 36% e a soma dos demais adversários foi a 17%.

“Desde o ano passado em que em pesquisas remotas, considerando só os votos válidos, Lula chega aos 50%. Não cai desde o início de dezembro para cá, vem se mantendo com uma estabilidade positiva, mas aquém da margem da vitória no primeiro turno”, disse Coimbra.

Segundo turno

A média das pesquisas também dão vitória a Lula no segundo turno – seja ela presencial ou remota.

Na média das presenciais, Lula marca 53% e Bolsonaro 31%, com 15% de brancos, nulos e indecisos. Nos votos válidos, o placar seria de 63% a 37%.

“De novo temos uma grande tendência de estabilidade e o efeito Moro é irrelevante, pois o eleitor de Moro muito dificilmente votaria em Lula mesmo no segundo turno”, diz Coimbra.

A “régua” se mantém na média das pesquisas remotas, com Lula marcando 51% contra 37%, com 12% de brancos, nulos e indecisos. Em relação aos votos válidos a vitória do petista seria por 58% a 42%.

Avaliação do governo

Nas duas metodologias compiladas, o índice de reprovação de Jair Bolsonaro segue em torno dos 50%. 

Na média das pesquisas presenciais, 46% avaliam o governo como negativo, 27% como positivo e 26% como regular.

Já por telefone, a avaliação negativa vai a 52%, a positiva bate 30% e a regular fica em 17%.

OUTRAS NOTÍCIAS