Opinião pública aponta para inocência do Dr. Ícaro Iwin.

Por Cloves Pedreira

O secretário de desenvolvimento social e procurador-geral da prefeitura de Feira de Santana, Ícaro Iwin, é acusado de assédio sexual por uma servidora pública municipal.

A jovem que o acusa prestou queixa nesta quarta (15) na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

Ela estava junto com o marido e uma prima, além de dois advogados. Conforme relato da funcionária, o crime teria ocorrido dentro da secretaria onde trabalha.

O secretário nega a acusação e diz estar sendo vítima de perseguição política por parte de vereadores que tiveram cargos de confiança demitidos na secretaria onde é titular.

O fato é acompanhado pelos vereadores Isaías de Diogo e Ron do Lanche. Os dois edis integram a Comissão de Direitos Humanos, Defesa do Consumidor e Direitos e Proteção à Mulher da Câmara Municipal.

Comentários nas ruas sobre este acontecimento, está sendo favorável quanto a inocência do Dr Ícaro, as pessoas falam que os procedimentos adotados contra o procurados aconteceu de forma muito rápida, inclusive com a presença de dois advogados. Esta argumentação é potencializado sobre que houve uma armação motivada pelo mesmo ter demitido servidores com cargos de confiança da secretaria de Ação Social.

Vale lembrar que a mesma rapidez na aceleração dos procedimentos para demiti-lo não deu-se quando a acusação foi contra Peixinho.

Particularmente não sei o que pensar, vamos aguardar o desenrolar do processo que certamente já está em curso.

OUTRAS NOTÍCIAS