O que virá Pós Covid 19, quais as mudanças futuras no Planeta Terra, o que viveremos neste novo Ciclo Universal? Análise Teológica

Por Cloves Pedreira

“A expressão pandemia tem origem grega e significa algo como “todo o povo”. É utilizada, pelo menos, desde Platão, que a empregou para se referir a qualquer evento capaz de alcançar toda a população”. Marcelo Gonzato

Antes de mais nada, quero registrar que está publicação não trata de tema religiosa, mas apresenta fatos já comprovados pela história, dentro de uma perspectiva teológica.

Uma das maiores mudanças cíclicas já ocorridas na história deste planeta, foi quando ocorreu o Dilúvio; “No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as janelas do céu se abriram,” [Gênesis 7:11]. Neste relato observa-se que não aconteceu apenas uma chuva, intensa, muito forte, mas o relato refere-se que a quantidade de água foi sim muitíssimo maior que a disponível nos céus.. As águas do abismo também transbordaram, isto é, a separação entre águas, descrita na Gênese foi suspensa por algum tempo, inundando toda a terra. Somente com o fechamento das janelas do céu e das fontes do abismo, em Gênesis [8:2], que a chuva deixou de cair sobre a terra, e ás águas começaram a se retrair.

 Esse firmamento que protegia a terra das águas superiores, que estão além dos céus, não os céus espirituais, é mencionado no livro de Jó 37:38 como ” sólido como um espelho fundido” foi de alguma forma removida , e sem aquela proteção e com a liberação das águas, os habitantes do planeta viveram momentos tenebrosos, sem nenhuma perspectiva de sobrevivência, pois também  ajuntaram-se a estas, as águas inferiores, o abismo, fica abaixo da terra, e após completamente imersa, fecharam-se as janelas dos céus e das fontes do abismo, sessando, aquela que foi uma das maiores catástrofes ocorrido neste mundo.

Um esclarecimento necessário, e interessante; este impedimento que teve de ser liberado, conhecido como firmamento, e que era sólido como espelho já não existe, assim sendo toda a vida é afetada por fala de absorção das radiações nefastas ao ser humano e a toda a vida no planeta, produzidas pelos gases siderais que antes não atingia a terra, umas das evidências da grande longevidade na terra.

Diversas culturas no nosso planeta terra, possui nos seus anais sagrados, relatos de dilúvios, e a Bíblia fala de uma inundação cataclísmica de toda a superfície terrestre., e o seu relato é entendido de forma ampla e lógica quando analisado historicamente na linha científica e não religiosa.

O que culminou neste evento catastrófico foi uma ação para deter uma situação provocada por anjos caídos que, naquele momento tomaram as mulheres da terra como esposas, coabitaram e desta unidão, nasceram gigantes. Está escrito: “E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas,
Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram”. Gênesis 6:1,2

Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.
E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente: Gênesis 6:4,5

Após o dilúvio houveram transformações , e surge um novo espaço de tempo, durante o qual ocorreram diversos fenômeno e fatos, seguindo numa sequência de fenômenos, administrados pelos governos invisíveis, sempre antecipados codificadamente, por tramas universais, que neste caso especificamente findou na Torre de Babel, sendo que neste ínterim, fatos marcantes aconteceram na família de Noé, motivador de partes magníficas, principalmente da história no Oriente Médio, mas que necessário seria de um espaço interminável para relatar, assim sendo vamos até a Torre De Babel.

A Torre de Babel

“E a terra era duma mesma língua, e duma mesma fala. E aconteceu que, partindo eles do Oriente, acharam um vale na terra de Sinear; e habitaram ali. E disseram uns aos outros. Eia façamos tijolos, e queimemo-los bem, foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal. E disseram: “Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face da terra.” Gênesis 11:1 a 4

Decodificando os versículos, conclui-se que:

A época em que o relato refere-se é um tempo onde todos os habitantes da terra falavam um único idioma, e todos tinham o mesmo propósito.

Partindo eles do Oriente, acharam um vale na terra de Sinear; habitaram ali, e em seguida começaram a concretizar o propósito em comum:

A construção de uma torre.

“Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus.”

É interessante destacar que a finalidade da torre não era altura, como muitos acreditam, os seus construtores não eram idiotas ao ponto de crerem que conseguiriam através de uma torre tocar os céus, além dos mais, forças angelicais monitoravam e orientavam como a torre deveria ser construída, com a liderança de Ninrod sobre os habitantes do planeta.

A Torre de Babel era na realidade, um portal dimensional, que construída, preservaria a revelação, de certos conhecimentos, às futuras gerações, de como impedir que; “… não fossem espalhados sobre a face da terra”. E Como aqueles homens, tinham conhecimento de que seriam espalhados sobre a terra, ao ponto de buscarem se resguardarem deste acontecimento futuro, e ao mesmo tempo, os homens tornam-se-iam senhores de seus próprios destinos.

O que o “koheleth” anunciava em forma de códigos, àquelas pessoas reunidas e lideradas por Ninrod, estavam quase conseguindo acessarem os métodos da administração celeste.

Caso obtivessem esta capacitação, ilicitamente, a humanidade passaria a prever o que lhes estava reservado para o futuro, e desta maneira poderiam adequar suas atividades como bem lhes aprouvessem. Assim sendo, tornar-se-iam não apenas independentes do controle divino para a administração dos tempos e épocas, mas, já que o futuro não tinha segredos para eles, também seriam, individual e coletivamente, os donos da própria sorte e os árbitros dos próprios destinos.

Em dado momento, quando começara a se materializar definitivamente estes propósitos, ou seja; em reunir todo o povo da terra, sob seu comando, (NINROD), e possuidores do poder de decidir os seus futuros, houve a intervenção de forças que administram o universos, registrada no Livro de Gênesis Capítulo 11:1-8

“Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam;
E o Senhor disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem faze”r.Gênesis 11:5,6

Meditem nas próprias palavras do Senhor que governa os mundos, Deus: “…Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem.” Caso não fosse tomada esta decisão, nem Deus teria como restringir aos humanos o poder que eles iriam adquirir.

Nesta matéria citei dois fatos de profundidade espiritual numa configuração extraordinária.

Milhares de transformações já aconteceram e a humanidade desinformada vivem totalmente, fora da realidade.

Muitos e muitos relatos, não apenas na Bíblia, mas também em outras fontes, relatam histórias de conteúdos magnificentes.

Aconteceram milhares de fatos, onde houveram intervenções necessárias, das forças aprovadas, para conter a expansão daquilo que é vil, e que degenera a essência humana.

Sodoma e Gomorra, pestes, doenças, guerras que dizimaram a humanidade

Chegamos em 2020, e a humanidade vivendo o dia a dia, sem notarem que o mundo estava de certa forma, perdendo as suas já parcas qualidades, e caminhando para um estado cada vez pior em todos os aspectos, ou seja, espiritual, cultural, moral, sem perceberem contudo que as consequências transcendentais estavam se aproximando.

Surgiram diversas indagações sobre o coronavirus ter sido desenvolvido em laboratórios, mas, segundo um estudo publicado na; FIOCRUZ, (Fundação Osvaldo Cruz), essa informação é falsa. “Não há nenhum registro científico que indique essa semelhança e muito menos que o vírus foi criado em laboratório. Um estudo publicado na renomada revista Lancet fez uma descrição de 10 sequências genéticas do novo coronavírus que demonstrou uma similaridade com o vírus SARs (COV), tendo o morcego como hospedeiro original e como hospedeiro intermediário animais do mercado de Wuhan”.

Como será o Novo Mundo, após o coronavírus:

É certo que o mundo não será mais como antes, a humanidade terá que se refazer, o futuro tomará um novo rumo, este mundo em que estávamos vivendo está se desintegrando, se desfazendo, decompondo-se.

Esta crise não terminará rapidamente, e será necessário bastante tempo para um reajuste econômico, social, político, ambiental e científica. O mundo não será mais como antes.

As condições que será apresentadas naturalmente pelo universo imporá a cada um, restaurar-se para ocupar seu pequeno espaço que evoluirá com o tempo.

Este impacto não foi detectada de forma a que houvesse tempo para recebê-lo de forma menos traumática.

Tempos difíceis estão por vir.

 

OUTRAS NOTÍCIAS