O PCO – Partido da Causa Operária irá às ruas contra a “ponte” da direita, proposta pelo PMDB

Por. Cloves Pedreira.

O documento intitulado;  “Uma ponte para o futuro” do PMDB, publicado na quinta feira  29, evidencia fundamentados no seu conteúdo, que intenciona instalar o caos econômico no Brasil e empurrá-lo para mais profundo do poço, pois que, os resultados serão negativos e inevitavelmente gerará mais recessão, desemprego, e mais injustiça social.

O documento do PMDB privilegia a classe dos que dominam, em detrimento da classe operária que são os que realmente produzem neste país, já que ele retira direitos conquistados com muita luta.

Este documento do PMDB antecipa o processo eleitoral de 2018, pois ele pretende com este retrocesso desgastar a presidente Dilma e também colocar o PT e partidos de esquerda na ilegalidade pois a direita sabe perfeitamente que no voto não vencerá o PT em eleições livres.

A proposta de idade mínima para aposentadoria – 65 homens e 60 mulheres – penaliza a classe pobre que para aumentar a renda familiar seus filhos ainda muito jovens entram no escasso mercado de trabalho anulando a possibilidade destes jovens estudarem em busca de um futuro mais promissor, enquanto os filhos dos ricos quando não herdam fortunas construídas com a miséria de muitos trabalhará menos para se aposentarem.

O PMDB quer rever o sistema de partilha, que abre espaço para a privatização, vender o que resta do patrimônio  nacional que não foi vendido pelo PSDB para o capital estrangeiro.

O retorno do regime de concessão na exploração de petróleo a empresas estrategia busca impedir que o Fundo Social do Pré-Sal não sejam  investidos satisfatoriamente em saúde e educação futuramente.

A proposta peemedebista quer o fim da CLT, comprometendo os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras., acabar com investimentos na educação e saúde para pagamento de juros da dívida pública, acabar com a Política de Valorização do Salário Mínimo e dos reajustes dos aposentados e pensionistas que afetaria duramente a qualidade de vida dos menos favorecidos e implicaria em mais arrocho.

A política do PCO – Partido da Causa Operária – defende que o papel do Estado é o investimento amplo gratuito no social, para que o povo tenha, o máximo de benefícios na saúde, educação, segurança. moradia e a exclusão por completo das injustiças sociais

Michel Temer, vice presidente da República entra em contradição ao assinar este documento, e prova de uma vez por toda a intenção de entregar o país aos ricos e sacrificar de vez a classe pobre.

O PCO avisa que irá às ruas, que não concorda, e que em nenhum momento se omitirá diante das imposições desta raça que quer escravizar ainda mais o povo brasileiro. Iremos às ruas unidos com aqueles que pensam como nós para defender a democracia e o Estado de Direito.

 

OUTRAS NOTÍCIAS