Mary Portugal, presidente municipal da UNE – União Nacional de Enfermagem, apresenta reivindicações do grupo em ato publico neste domingo 17

Por Cloves Pedreira




Profissionais da área de enfermagem, se reuniram hoje, domingo 19, na Pça Padre Oívdio, para um ato público, nacional, na semana em que se comemora; 12, dia do enfermeiro e 20, dia do Técnico em Enfermagem. atendendo uma mobilização nacional da entidade, que tem como Presidente Municipal Mary Portugal

Segundo Mary Portugal, a categoria busca mais reconhecimento e direitos:

Em busca de reconhecimento e direitos, profissionais de enfermagem fazem ato público

Mary Portugal

“A gente vem expor nossa indignação com relação a nossa classe, nosso piso salarial, melhorias de condições de trabalho, pois as pessoas que estão na linha de frente da covid-19 estão sem condições de trabalho, não tem EPIs adequados, muitos estão sendo demitidos e esse é um ato de repúdio, pois merecemos respeito e valorização e não estamos tendo”, pontuou

“Estamos lutando por 30 horas semanais, atualmente não tem definido e cada instituição tem sua carga horária, tem instituição chegando a 190 horas, um exagero muito grande e o profissional da área não suporta. A gente está lidando com vidas”, disse Mary

“Trabalhamos com o medo de pegar o vírus e também de prestar assistência às pessoas que estão pra serem atendidas. é muito desgastante e estamos vendo a possibilidade de fecharmos parcerias com psicólogos para atenderem aos profissionais da enfermagem” concluiu Mary

OUTRAS NOTÍCIAS