Luiz da Feira é inocentado das acusações de Elias Tergilene. Ver. José Carneiro provocará o MP contra o empresário, a quem chamou de criminoso.

Por Cloves Pedreira

Logo pós a leitura do relatório nesta quarta 18, pela Corregedora da Câmara Municipal, vereadora Gerusa Sampaio, que decidiu pelo arquivamento da denuncia contra o vereador Luiz da Feira, de extorsão, sem provas, por Elias Tergilene, assim, tornando o Vereador inocente da denuncia vazia de tentativa de extorsão ao pedir 250 boxes ao empresário, o Presidente da casa José Carneiro Rocha PSDB, entrou em ação e usando a tribuna bateu sem dó e piedade em Tergilene.

José Carneiro não poupou adjetivos para descrever o caráter habilidoso com recursos engenhoso condenáveis, praticados em outros estados, de Elias Tergilene, presidente do Consórcio que gerenciará o Shopping Popular por 30 anos chamando-o inclusive de falastrão e criminoso.

O presidente da Câmara visivelmente indignado, disse que de forma alguma o Legislativo Feirense poderia deixar passar em branco esta situação, pois o Elias acusou de forma leviana um vereador daquela casa.

Vale ressaltar que os vereadores da bancada de apoio ao governo Colbert Martins, se omitiram, exceto o edil Gilmar Amorim DC, Edvaldo Lima, João Bililiu e Marcos Lima, diante desta situação  repugnante criada por Tergilene, que responde a vários processos na justiça por uma infinidade de indícios de ilicitudes.

José Carneiro convocou a Procuradoria da Câmara para provocar o MP, e também o secretário Borges Junior, já que o projeto está repleto de contradições daquilo que foi anunciado originalmente.

Se esta situação não for bem resolvida, os vereadores serão considerados coniventes com esta malandragem.

Porque parte da imprensa de Feira de Santana não deu destaque ao comportamento espúrio de Elias Tergilene?

OUTRAS NOTÍCIAS