Lideranças regionais acompanham o pré candidato a Dep. Federal Victor Boris PTC durante em visitas a bairros, e na Micareta de Feira, fazendo do evento palco de importantes  encontros políticos.

Por Cloves Pedreira

Desde a mais tenra infância  Victor Boris foi muito organizado e cuidadoso!

019

No quarto simples, os poucos brinquedos  estavam sempre arrumados. Bagunça era o menor dos problemas dentro de casa. Cada coisa tinha um lugar adequado para estar, entendia Boris, ainda muito novo, que desta forma tudo funcionava bem, e estas qualidades lhe foi de fundamental importância, hoje como profissional.

Neto de Vadu da lanchonete Bahia e de Teófilo da livraria São Jorge na cidade de Alagoinhas na Bahia, Victor Boris Maciel apenas com 16 anos decidiu mudar para Salvador, certo de que mesmo morando sozinho, e com todas as dificuldades de um adolescente em uma grande metrópole, entendeu que em Salvador ele completaria seu ciclo estudantil com melhor qualidade objetivando realizar seus sonhos e concluir os estudos e a formação que o levaria direto para a administração pública.

A experiência tornou o jovem empreendedor, em um adulto precoce, com convicções e posicionamentos visionários em relação ao contexto de atuação.

020

A formação passou pelo Colégio  Dínamo e Santíssimo Sacramento em Alagoinhas, Anchieta na capital, Faculdade de Administração na Universidade Católica do Salvador e MBA em Gestão Pública  pela Fundacem. Os conhecimentos construídos durante os anos de estudo e preparação podem ser constatados em municípios baianos por onde passou ou atua como assessor.
“Trabalhar na gestão municipal é aliar formas de melhor alocação do dinheiro público para proporcionar desenvolvimento socioeconômico e consequentemente, melhorar a qualidade de vida das pessoas”, explica Victor Boris, um jovem consultor que com 26 anos já demonstra maturidade ao tratar de assuntos, fonte de dor de cabeça para muito gestor experiente.

Com vivência em estratégias para Educação e Desenvolvimento Social, o empreendedor traz consigo ideias e motivação de sobra para inovação de modelos gestacionais ultrapassados.

“Nosso objetivo é desenvolver, socialmente, as pessoas, por meio de políticas públicas que, realmente, as insira na comunidade de forma digna e com qualidade de vida,  respeitando os direitos básicos previstos na Constituição Federal. O modelo assistencialista não cabe nos dias atuais, nem nos moldes de desenvolvimento dos maiores centros urbanos. A educação precisa acompanhar a modernidade e a tecnologia que faz parte da vida de jovens, crianças e adultos, que ainda é um público muito grande na Bahia em analfabetismo. A pesquisa mais recente publicada pelo IBGE neste ano, indica que o Estado possui 1,712 milhão de analfabetos, cerca de 17% da população baiana”, defende Boris

“A nossa juventude, hoje, vive conectada. O fluxo de informação é muito ágil e empresas, escolas, famílias, precisam acompanhar esse processo. O mundo vive interligado. Temos uma vasta zona rural com um grande número de pessoas vivendo e trabalhando lá. É inadmissível.  A principal forma de comunicação entre empresas é o e-mail. É assim que são realizados cadastros, feitas as comunicações e enviadas as cobranças, por exemplo. Qualquer pessoa que não utiliza dessa ferramenta no seu dia-a-dia pode acabar ficando de fora de ótimas oportunidades”, explica Victor

Victor entende que a inclusão digital facilitará a inserção dos jovens em um dos problemas mais graves nos municípios onde vem atuando: o emprego.  Como presidente estadual do Partido Trabalhista Cristão (PTC) jovem na Bahia, uma das maiores preocupações é com a turma da própria geração. “A juventude precisa de oportunidade, de melhor qualificação e colocação no mercado de trabalho. E mais: no lugar onde vivem. Já passou o tempo de se arriscar em estradas perigosas para estudar em outros municípios, ou não ter oportunidade de trabalho na cidade onde cresceram. Por isso, eu penso e acredito que é necessário investimento para desenvolver cidades interioranas, promovendo desenvolvimento sócio-econômico, fortalecendo mercados internos, logo gerando oportunidade para as pessoas”, pontuou.

Por hora, o jovem empreendedor vem acumulando experiência e muitas ideias para colocar em prática.  Projetos na área de saúde, jurídica e urbana também estão entre as prioridades do consultor. “Não dá para a gente abraçar o mundo com os braços, bem que eu gostaria (risos), mas tenho certeza que com boa vontade dá para a gente fazer um monte de coisas e ajudar a minimizar um pouquinho o sofrimento de quem realmente precisa. Ganhar e dividir. É assim que eu acredito que podemos fazer um lugar melhor para viver”.

Neste sábado 21, Victor Boris visitou diversos bairros em nosso município, conhecendo às suas realidades, também, visitou vários camarotes e contatou com lideranças de Feira de Santana.

021

Perguntado sobre qual a sua avaliação quanto às intervenções neste domingo em Bairros de Feira, Victor Respondeu:

010

“Foi um excelente dia para o nosso projeto. Feira de Santana é uma cidade da qual gosto muito. Onde tenho muitos amigos, que pude visitar e conversar sobre o dia-a-dia da cidade. Passamos por diversos bairros como Queimadinha, Sobradinho, Mangabeira. Reencontrei lideranças assim como conheci novos amigos que me receberam com muito carinho. Fiquei muito feliz por ter podido abraçar meu amigo e deputado Carlos Geilson, nome forte e querido de Feira de Santana. Foi uma agenda, extremamente, positiva, sobretudo pela aceitação do nosso projeto de renovação política que se consolida como demanda prioritária nas comunidades que visitamos”, disse o pré-candidato a deputado federal pelo PTC da Bahia, Victor Boris.

Uma nova agenda já está confirmada para esta semana na região.

 

OUTRAS NOTÍCIAS