logo_voz_de_feiraa

Houve coerência na justifictiva do Pres. Fernando Torres em votar não para o Adv. Guga Leal

Por Cloves Pedreira

O jogo político é cheio de surpresas e articulações, e em votação os edis óptam pelo que entendam está de acordo, e assim aconteceu na quina feira 10 na votação que conduziria ou não o advogado Guga Leal para a procuradoria geral do município, aprovado com o voto contrário do Presidente Fernando Torres.

Na justificativa do seu voto contra, Fernando lembrou que Guga Leal advogou favorável aos secretários Denilton Brito, e Mrcelo Brito, envolvidos com roubo na saúde e outras ilicitudes, explicitando uma união umbilical, aqui motivado pela profissão do atual procurador.

Mas fica a pergunta: Será que não havia outro nome, já que os secretários (clientes) estão comprovadamente enrolados com desvio de verba pública, carimbada para a saúde, e que certamente levou a óbto crianças, adultos e anciãos:

Analisando por este aspécto o voto de Fernando Torres foi coerente.

Em Feira de Santana há ótimos juristas.

OUTRAS NOTÍCIAS