logo_voz_de_feiraa

Entre Legislativo e Executivo, Zé Neto escolhe sentar-se com a parte podre para fortalecer bolsonaristas, regado a um bom vinho.

Por Cloves Pedreira

Nessa segunda 11, Zé Neto sentou-se ao lado de Colbert para almoçarem juntos, há poucos dias do prefeito ordenar o espancamento de professores.

No seu instagram, o deputado Zé Neto falou que o animado bate papo foi um diálogo sobre problemas do município. Ai fica a pergunta: E onde fica o Legislativo em toda essa história?

Ao sentar-se ao lado de um governo mergulhado em indícios de corrupção, Zé Neto deixou o povo feirense estupefato.

Após o delicioso almoço com os burgueses, Zé Neto mais por fora que “bunda de índio” comentou: “Saliento que continuo oposição à atual administração municipal, mas que, olhando o cenário de dificuldades que passa nossa Feira, deixamos as disputas políticas de lado e olhamos para interesses da comunidade numa atitude de responsabilidade institucional que coloca o bem estar da cidade como prioridade do nosso mandato”, disse Zé Neto.

Este ato do deputado Zé Neto, lembra a polidez exarcebada do pré-candidto ao governo do estado pelo PT Jerônimo, que ficou eufórico ao encontra-se com ACM Neto, abraçando-o aperto de mão e satisfação de um profundo adimirador

Para o deguste, regado a vinho, se fizeram presente a NATA de Feira; Luiz Mercês, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas) e Clóves Cedraz, Federação das Associações Comerciais e Empresariais da Bahia (Faceb). O vice-prefeito Fabinho e o procurador-geral do município, Moura Pinho, também estavam no encontro.


 

OUTRAS NOTÍCIAS