Dilma interrompe discurso para pedir calma após princípio de confusão

Voz de Feira
A presidente Dilma Rousseff (PT) teve que interromper, na manhã desta terça-feira (22), o discurso durante a inauguração da Estação Pirajá para pedir calma após um princípio de confusão.
O tumulto ocorreu na área externa ao palco, onde a presidente discursava. Enquanto seguranças tentavam resolver a situação, a petista disse que “toda a manifestação, mesmo contrária a ela, deve acontecer porque isso faz parte da democracia”.
Ainda na sua fala, Dilma voltou a criticar a abertura do processo de impeachment contra ela. Na avaliação da presidente, há uma tentativa de golpe contra seu governo, pois não há argumentos jurídicos para ser afastada.

A presidente Dilma Rousseff (PT) teve que interromper, na manhã desta terça-feira (22), o discurso durante a inauguração da Estação Pirajá para pedir calma após um princípio de confusão.
O tumulto ocorreu na área externa ao palco, onde a presidente discursava. Enquanto seguranças tentavam resolver a situação, a petista disse que “toda a manifestação, mesmo contrária a ela, deve acontecer porque isso faz parte da democracia”.

OUTRAS NOTÍCIAS