Deputado Cajado diz que não tem posição sobre afastamento de Cunha

Voz de Feira – O deputado federal Cláudio Cajado (DEM) disse, na tarde desta quinta-feira (29), que não tem uma posição sobre se o presidente da Câmara, deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), deve ou não ser afastado da presidência.

O deputado afirmou que é preciso respeitar o direito de defesa do presidente. Ressaltou ainda que Cunha tem negado todas as acusações. “Não li nada, não chegou nada a mim, a não ser noticia da imprensa. Obviamente, nenhum juiz vai julgar qualquer caso por notícia de imprensa”, disse.

Ainda na entrevista, o deputado afirmou que houve um esfriamento sobre a discussão do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) no Congresso. Segundo ele, porque o “governo loteou ainda mais o governo, aumentando a participação do PMDB”.

O democrata, que é procurador da Casa, falou ainda sobre o fim do financiamento privado de campanha. De acordo com ele, esta proibição pode custar até R$ 1 bilhão aos cofres públicos, dinheiro que será usado para financiar as campanhas municipais de 2016. “Isso é um absurdo, isso é improcedente”, avaliou.

OUTRAS NOTÍCIAS