Carlos Geilson defende Zé Ronaldo como vice de ACM Neto em 2018

Voz de Feira

O deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), cuja atuação política é focada em Feira de Santana, apesar de ser tucano, não se incomodaria de ver dois políticos do Democratas como candidatos a governador e vice na chapa de 2018.

Em conversa com a imprensa nesta semana, o também radialista acredita que a melhor fórmula da oposição para topar com a majoritária governista é ver ACM Neto (DEM)  e Zé Ronaldo (DEM), prefeitos de Salvador e Feira de Santana, respectivamente, como os puxadores da chapa oposicionista.

“Seria muito bom a gente ver dois prefeitos numa chapa para governador. Os dois prefeitos das duas maiores cidades da Bahia. Neto com o ar da capital e Ronaldo representando todo o interior do Estado”, disse.

Contudo, já é ventilada a possibilidade do atual prefeito de Feira mudar para uma sigla aliada do prefeito ACM Neto e assim equalizar melhor a divisão dos partidos na chapa, fato não comentado por Geilson.

Sobre o seu partido, o PSDB, o deputado afirmou que uma das vagas do Senado é justa para o ninho tucano.

OUTRO VICE – Caso Zé Ronaldo participe da chapa majoritária da oposição, deve seguir os mesmos passos de ACM Neto e renunciar ao posto de prefeito. Lá, assim como Salvador, deve ter um vice alçado ao posto de prefeito e ambos do PMDB, pois o vice de Neto é Bruno Reis e o vice de Ronaldo é Colbert Martins.

Questionado se a relação com Martins agrega, mesmo com uma eventual saída de Zé Ronaldo, Geilson não titubeou. “Agrega sim. Tenho uma admiração por Colbert. Não vai desunir o grupo, disso tenho certeza”, disse.

OUTRAS NOTÍCIAS