Cara de pau: Pastor acusado de corrupção chora durante culto em Aparecida: “guerra contra o Evangelho”

Voz de Feira

O pastor Gilmar Santos, acusado de participar de esquema de recursos de desvios no Ministério da Educação (MEC), chorou ao participar de um culto, na madrugada deste domingo (26), em uma igreja evangélica de Aparecida de Goiânia. Ele foi preso pela Polícia Federal na última quarta-feira (22), durante operação da Polícia Federal que investiga corrupção e tráfico de influência na pasta sob o governo Jair Bolsonaro (PL).

Gilmar Santos diz, durante o culto, ter recusado a conceder uma entrevista ao Programa Fantástico, da Rede Globo, sobre sua versão de participação no esquema investigado pela Polícia Federal. “Ainda não! Ainda não!”, repete e começa a chorar, sob manifestações favoráveis de fiéis.

“Na hora certa vamos convocar uma entrevista coletiva. Vamos orar não só pelo pastor Gilmar. Vamos orar pela Igreja Evangélica brasileira. Estão me entendendo, meus irmãos?!”, disse

OUTRAS NOTÍCIAS