Até o momento nenhuma medida efetiva foi adotado pelo prefeito Colbert Martins, e nem pela secretaria de saúde no combate ao coronavírus. Prenuncio de muita mortes por vir?

Por Cloves Pedreira

Mais de dez milhões de reais chagaram a Feira de Santana destinados pelos Governos Federal e Estadual, com destinação de emendas impositivas do deputado Zé Neto, e até o momento o prefeito Colbert Martins nada fez de importância vital no combate ao Covid 19, a não ser distribuição de algumas míseras máscaras, e distribuição de cestas básicas que ninguém sabe quem recebeu, e quais os critérios adotados para destinar os alimentos.

Colbert critica o Governo do estado, procurando politizar sobre algo tão sério pois envolve vidas humanas.

Quando decidiram contratar as instalações da Mater Dei, havia uma Empresa de Consultoria e Gestão em Saúde, a Estrela Amorim que, seria contratada em sistema emergencial, e em 10/04, e neste mesmo dia uma publicação da SESP anunciava: “Todas as ações necessárias para funcionamento da unidade hospitalar, reforçando a rede pública municipal para emergência do coronavírus, já estão sendo adotadas pelo Governo Municipal. “Vamos utilizar torpedo de oxigênio. Também fomos buscar dois respiradores que estavam na região necessitando de manutenção, para serem utilizados, além de aquisição emergencial de material e definição de equipe de saúde e de estrutura”, afirmou o prefeito Colbert Martins, mas até agora nada aconteceu e o poder público vai se arrastando à passos de tartaruga com muito lero, lero e nenhuma ação em prática.

O que aconteceu? Hoje 05/05, houve uma licitação, para contratar nova Empresa, transparecendo que existe algo que ninguém sabe do que se trata, e a indícios de que a Empresa Estrela Amorim foi impedida de participar desta licitação, a nada avançou.

Por outro lado, a secretaria de saúde, segundo está sendo apurado, pode está também dificultando algumas ações, é necessário que o MP comece a apurar o que está acontecendo de verdade.

Em Feira de Santana não existe um hospital municipal, segunda maior cidade da Bahia, seiscentos e cinquenta mil habitantes segundo números oficiais, mas certamente já atinge a marca de bem mais de um milhão.

A grande maioria dos vereadores se calam, enquanto isto o anjo da morte ronda Feira de Santana.

A novela da Mater Dei já está quase fazendo aniversário de um mês, e a coisa ainda ta solta.

Amanhã, 06/05, teremos uma matéria bombástica, revelando que o poder público municipal está fazendo o mínimo do mínimo. Aguardem!


OUTRAS NOTÍCIAS