Ver. Eremita DETONA: “Se não houvesse interferência, o Presidente desta casa não seria Zé Carneiro e sim Tom”.

Por Cloves Pedreira

Me parece que apenas em Feira de Santana, legisladores e lideranças da mesma base se digladiam, vai entender!

017

Nesta terça 12, dia dos namorados, as discussões na Câmara de Vereadores de Feira de Santana foram acrimoniosas, e deixaram os presentes na galeria da casa pasmados, sem acreditarem no que estavam ouvindo.

A vereadora Eremita, sempre firme e mostrando independência começou sua fala lendo uma publicação veiculada no “Blog do Velame”, intitulado; “O mundo é dos espertos”, onde o autor da matéria, comenta que a alteração votada e aprovada pelos edis, antecipando a data da votação da mesa diretiva do Legislativo feirense objetiva, “sorrateiramente”; manter a influência do ex prefeito José Ronaldo, “…na formação da mesa diretiva, pois caso o pleito continuasse acontecendo em dezembro, pós-eleições para governador, ele corre o risco – se derrotado – de perder o protagonismo para o atual prefeito Colbert Martins (MDB)”.

Eremita de forma tranquila mais incisiva falou” “É lamentável ver esta Casa, mais uma vez, esteja servindo de chacota nos comentários da população. Hoje temos a certeza que houve realmente a intenção de privilegiar um determinado grupo desta Câmara. Se não houvesse interferência, o atual presidente do Legislativo feirense seria o vereador Tom. Mas, José Ronaldo fez sua articulação e José Carneiro foi eleito o novo presidente”,

Ainda na sua fala a vereadora segue batendo forte:”“Sempre fui independente, pois nunca precisei de prefeito para financiar minha campanha ou me conceder cabo eleitoral. Quando trato de mudanças repentinas nesta Casa por conta de interesses, eu tenho o direito de usar esta tribuna para discordar. Nunca fiz cavalo de batalha contra o ex-prefeito José Ronaldo, mas também nunca fui de dizer amém para tudo que ele fez. Isso é uma questão de independência. Quando repercutir a matéria publicada no Blog do Velame, que abordou a mudança da data da eleição da Mesa Diretiva, quis dizer que toda população entende que sempre houve a interferência do gestor nesta eleição e esta última foi escandalosa”.

A vereadora pontuou: “Primeiro, Tom formou um grupo com dez edis, procurou a mim e a meu filho em busca de meu apoio. Depois que conversamos, fui a Tourinho e ele me garantiu que não tinha interesse em disputar a Presidência. Tom estava com a eleição praticamente ganha, mas no piscar do olhos ele recebeu um telefonema onde soube que Ronaldo não queria ele como presidente. Com Tom fora, perguntei a Tourinho se ele queria disputar e ele me disse que só se houvesse consenso. Enquanto isso, Marcos Lima formava um grupo com sete vereadores e Zé Carneiro, que venceu a eleição foi quem menos agregou vereadores. Ele ganhou porque Ronaldo quis. E, lendo a matéria de Velame, todos entendem como funciona esse processo”,

Visivelmente aborrecido, o Presidente da Câmara de Vereadores Zé Carneiro, lembrou que no passado aconteciam pressões de empresários, que com malas de dinheiro influenciavam na escolha dos ex-presidentes da casa, citando inclusive que dentre estes empresários, se fazia presente o filho da Vereadora Eremita.

Retornando à tribuna Eremita disse: “Quanto a meu filho, é um empresário independente, que começou a trabalho cedo e vem aqui porque não é proibido vir aqui. Mas, nunca veio aqui trazer mala de dinheiro. Acredito que Zé Carneiro falou algo que não viu, pois isso não é verdade. Quero dizer mais que, na gestão passada, havia uma implicância muito grande com meu filho”,  lembrou também que :”“Porque seu eu quisesse poderia ter aberto um processo por tudo que eu passei na gestão passada e com certeza seria um estardalhaço. Ontem aqui eu falei que José Carneiro está gerindo bem esta Casa, mas daqui até a nova eleição eu não sei o que pode acontecer e se vou ou não votar nele.  Não tenho nada contra Carneiro, mas não posso deixar de dizer que tenho vergonha de algumas ações que são realizadas aqui”,

Em dado momento, o vereador Roberto Tourinho citado no discurso da vereadora, fez um breve relato: “Tenho respeito, amizade e admiração pela vereadora Eremita e tudo que foi dito por ela é realidade. Todos se recordam dos fatos, inclusive da conversa não republicada tida com Carlito, às 7 horas da manhã”,

Em resposta à intervenção do vereador Beto Tourinho, Carlito do Peixe expôs sua decisão primeiro em votar para presidente da Câmara em Beto, mas que em seguida declinou após conversar com o ex-prefeito José Ronaldo, e que a amizade entre os dois, e sensibilizado o fez recuar e votar em Zé Carneiro, confiram: “Realmente estiveram em minha casa e tive uma conversa com Ronaldo. Me senti pressionado e após avaliação e conversa decidi votar no candidato de Ronaldo”, contou Carlito do Peixe.

 

 

 

VEJA TAMBÉM