Padre Vianei é desrespeitosamente escorraçado pela própria Igreja Católica.
001

Voz de Feira

O padre Carlos Vianey foi asfado há mais de um ano do sacerdócio pela diocese em Feira de Santana e desde então vive na porta da igreja do Hospital Dom Pedro de Alcântara, onde trabalhava. Segundo o site Rota da Informação, ele relata abandono da igreja católica.

Padre Vianey foi advertido em fevereiro do ano passado pelo arcebispo Dom Zanoni Demettino Castro, por ele ter ofendido pessoas e submetido fiéis a constrangimento com comentários indecorosos.

Segundo o padre Vianey, tudo o que tem passado foi uma armadilha e explicou porque permanece na porta da igreja. “Isso foi uma armadilha vergonhosa, por isso venho para aqui, porque não fui transferido daqui, não há nenhuma carta de transferência. Graças a Deus,  pastores evangélicos, espíritas, maçons e católicos me tem muito respeito”, relata.

Chorando, o padre diz não saber o motivo do seu afastamento. “Choro porque não cometi nenhum erro para ser tratado dessa forma pela diocese, estou abandonado, estou jogado fora, mas, pela graça de Deus, vejo o exemplo de Jesus Cristo  crucificado e digo quem sabe isso não é uma benção que Jesus está me dando para que eu suporte tudo pelo amor sacerdotal”, lamenta. bocão news

VEJA TAMBÉM