O Ver. Luiz da Feira (PPL) reafirma seu compromisso com os camelôs de Feira de Santana. Dep. Carlos Geilson apoia esta aliança.
020

Voz de Feira

Na noite desta quinta-feira, 10, o vereador Luiz da Feira (PPL) reforçou o seu compromisso com os camelôs de Feira de Santana durante reunião promovida pela Associação Feirense dos Vendedores Ambulantes (AFEVA), onde pontuou a sua luta para garantir o acesso dos ambulantes no Centro de Comércio Popular, que está sendo construído através de Parceria Público Privado (PPP).

008

Na oportunidade Luiz da Feira informou que tramita na Câmara Municipal um projeto de sua autoria, que dispõe sobre os valores dos boxes, estipula carência para exploração dos espaços por um período de seis meses e que garante o acesso do camelô feirense no empreendimento.

007

“Tenho conhecimento de que há camelô que não foi cadastrado pela Prefeitura. Estou atento e reforço que não vou permitir a presença de estrangeiros ocupando espaços no Shopping Popular, que devem ser destinados para o vendedor de Feira de Santana, conforme o projeto que nos foi apresentado”, afirmou o vereador.

017

O encontro contou com o apoio do Deputado Carlos Geilson que também discursou para a classe.

021

O presidente da AFEVA, Pedro José da Silva, reconheceu o empenho do vereador Luiz da Feira em representar o camelô e observou que esses trabalhadores devem se unir para defender seus interesses. “Irei solicitar à Prefeitura, a relação de todas as pessoas cadastradas para ocupar o empreendimento. É um direito nosso ter acesso a esta informação. E mais: quem deve esclarecer para o camelô sobre o shopping é o poder público e não o empresário (Elias Tergilene) que está a frente desta obra”.
Ao final da reunião foi informado que novos encontros já estão previstos e está sendo esperada a presença do prefeito Colbert Martins da Silva Filho para dialogar com os ambulantes e esclarecer as dúvidas que ainda existem.
Também participaram da reúnião os advogados Magno Felzemburgh e Márcia Xavier, e Robson Leite.

010

019

VEJA TAMBÉM