Almoço entre Targino Machado e Carlos Geilson, agita os bastidores da política feirense. Conheça os fatos.
972064_358622857599226_505072881_n

Por Cloves Pedreira

Nesta quarta 05, o deputado Targino Machado e Carlos Geilson se encontraram em um almoço, e o prato principal foi o acordo da união de ambos para o processo eleitoral 2020.

Após o almoço, Geilson falou sobre libertar Feira, e Targino sobre as reformas que a cidade espera dos dois.

Entende-se que este encontro deverá antecipar as estratégias que os pré candidatos ao Executivo feirense aplicarão nas composições para 2020.

Como não nos foi revelado o teor na íntegra, do que ali foi tratado, especulações alimentaram o imaginário daqueles que vivem o dia a dia da política, e comentários de todo tipo navegou as redes sociais.

Quando busquei mais informações do Deputado Targino Machado ele emitiu a seguinte nota:

“Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tanto ti-ti-ti por conta de um almoço? Eu busco dialogar com a população, urbana e rural, todo o tempo, independentemente de calendário eleitoral, eis a diferença. Comecei as conversas políticas a semana passada com o amigo vereador Roberto Tourinho. Não publicizamos pelo fato de sermos aliados políticos já há alguns anos, e vejo nele um grande quadro político, dos melhores que Feira de Santana hospeda, cujo nome está no tabuleiro à disposição para a escolha popular. De igual modo, conversei hoje com o ex-deputado Carlos Geilson, que também pretende colocar o seu nome à disposição do povo no pleito do próximo ano. As conversas com este nível de interlocutores começou e não tem prazo para terminar.
O momento é de conversar para quase todos os lados, com o fito de pensar novos rumos para a cidade. Todos que pensem e desejem uma Feira de Santana liberta e libertária, com políticas públicas no sentido do desenvolvimento social, serão procurados para contribuir.
Naturalmente é cedo para se falar em candidato a prefeito, necessário construir-se um grupo de convergência de pensamentos, onde todos possam sonhar, sem amarras a projetos pessoais. Este movimento não tem dono, estrela ou constelação. Tem e terá conversa à exaustão.
Quem viver verá”. concluiu Targino

 

 

VEJA TAMBÉM